Dom, faculdade, atributo ?


A mediunidade é a capacidade de perceber coisas, fatos ou fenômenos, além do que possibilitam os sentidos humanos.

iLeitor que frequenta o Racionalismo Cristão tinha dúvida com relação à mediunidade, questionamento comum a outras pessoas, racionalistas cristãs ou não, e consultou a seção Fale Conosco, obtendo a resposta de que necessitava e a informação de que a explicação poderia ainda ser detalhada.

A questão do desemprego e o desespero dele decorrente foram tratados em resposta a uma leitora, que recebeu orientação sobre como comportar-se face ao problema.

Página 8 em PDF
 

Congresso do Racionalismo
Cristão reúne 3 mil pessoas


Ao lado da esposa, Iraci, o presidente em exercício, Gilberto Silva, agradece a participação dos congressistas

"O Primeiro Congresso Mundial do Racionalismo Cristão, realizado no Rio de Janeiro de 22 a 27 de novembro, levou à Casa-Chefe cerca de 3 mil pessoas da América, África e Europa. O encontro, que reuniu racionalistas cristãos de vários países para a discussão de temas espiritualistas e o futuro da Doutrina, foi a realização de um sonho há muito acalentado pelos estudiosos da filosofia racionalista cristã.

Além de uma reunião de estudos e análise das perspectivas da Doutrina nos próximos anos, o congresso transformou a Casa-Chefe em ponto de congraçamento, onde os congressistas reviam velhos amigos e faziam novas amizades. Esse ambiente de confraternização estendeu-se até o jantar de encerramento do congresso.

Paralelamente ao congresso efetivou-se, com pleno sucesso, mais uma edição do Bazar da Érica, com renda em benefício do Solar Luiz de Mattos.


Wilson Carnevalli Filho explica, no seminário, os problemas mentais

Mais informações:
Página 2 - Página 3 - Página 4 - Página 5 - Página 6  em PDF
 

Defenda-se; não peça proteção


A doutrina racionalista cristã ergue seres espiritualmente combalidos. Ninguém precisa de protetores.

Na Nota, doutrinação de Luiz de Mattos explica: que o Racionalismo Cristão *ensina as criaturas a usarem a autodefesa, não ficando presas a este ou aquele protetor, nem mesmo a espíritos do Astral Superior. Reafirmamos: não somos guardiões de ninguém nem evitamos que aconteça isso ou aquilo a quem quer que seja. (...) Preparamos o caminho para um bom viver, que os seres irão trilhar por mérito próprio, levando a vida sem perturbações psíquicas e sofrimentos morais."

Página 2 em PDF
 

Velhice


Não fique rememorando as coisas ruins que lhe aconteceram em seu passado

As pessoas devem conviver com suas qualidades e defeitos, quando estes não podem ser mudados, e viver como achar melhor, mantendo o que lhe possa dar satisfação, aconselha aos idosos médica geriatra.

Página 11 em PDF
 

Auto-estima


Temos que confiar em nós mesmos e nos nossos atributos, não dando guarida a sentimentos arrasantes, mórbidos e que nos aniquilam a personalidade

É impossível ter boa auto-estima, gostando de si mesmo, se o indivíduo tiver traços de complexo de inferioridade, quando vive humilhado sob o seu peso, sentindo excessivo acanhamento e timidez.

Página 11 em PDF


Protejamos as árvores


Plantemos árvores e conservemo-las como um bem imprescindível à nossa vida, aqui na Terra

A discussão hoje presente nos lares, escolas, locais de trabalho, gabinetes governamentais em todos os níveis, a preservação ambiental, já era tratada em A Razão, em 1964. O articulista Pompeu Cantarelli, correspondente de A Razão em São Paulo, valeu-se de uma lembrança de infância para denunciar a alarmante e criminosa destruição das florestas. Cantarelli recomendava: Plantemos árvores e conservemo-las como um bem imprescindível à nossa vida, aqui na Terra, porque na época em que a vegetação desaparecer completamente da sua superfície o nosso planeta tornar-se-á inabitável para os seres humanos.

Página 9 em PDF
 

Luiz de Mattos


Hoje, a Doutrina de Luiz de Mattos doutrina ultrapassa os 100 anos e seu jornal, A Razão, próximo ao centenário, mantém viva sua lembrança.

Aos 14 anos embarcou em Portugal rumo ao Brasil; aos 18 era gerente de uma Casa de Comissões, na cidade de Santos, São Paulo; aos 22 anos era comerciante, tinha já assimilado toda a engrenagem do comércio, conhecia os segredos e meandros dos negócios – era, sagaz, arrojado, inabalavelmente decidido a buscar a fortuna, que alcançou sem jamais haver lançado mão de recursos ilícitos. Em poucos anos sua empresa era uma das mais importantes no centro financeiro de Santos, por onde passava quase toda a riqueza nacional, calcada, então, na produção de café.

Este o progresso material de Luiz de Mattos, que nasceu em 3 de janeiro de 1860 e faleceu em 15 de janeiro de 1926, aos 66 anos de vida física.

Não é, porém, pela riqueza material que acumulou que a memória de Luiz de Mattos é reverenciada, mas pelo legado espiritual. Em meio à estafante atividade comercial, que mais tarde acumulou com a diplomática, quando foi designado vice-cônsul de Portugal em Santos, ele encontrou tempo para dedicar-se ao estudo aprofundado do espiritualismo e codificar o Racionalismo Cristão, que fundou com o amigo Luiz Thomaz.

Como era homem de grande visão comercial, fundou também um jornal, para mais facilmente divulgar os princípios da Doutrina que acabara de nascer. Hoje, sua doutrina ultrapassa os 100 anos e seu jornal, A Razão, próximo ao centenário, mantém viva sua lembrança, homenageando-o na primeira página em todos os janeiros.
 

A nossa RAZÃO de Ser -  Luiz de Mattos
NOTA: Este artigo apareceu em 19 de dezembro de 1916. Foi mantida a grafia da época.  Leia o artigo aqui...  

Baixe também a primeira página do A RAZÃO de dezembro de 1916. Clique AQUI.

JANEIRO

Caderno normal

Editorial
Olá, CARO leitor
Defenda-se, não peça proteção
São 100 anos, mas falta muito
Corrija seus próprios defeitos
Reflexões
1910-2010, cem anos de lutas pela humanidade
Seminário aponta o futuro da Doutrina
Bazar da Érica
O RC no coração do Brasil
Fale conosco
Um ano especial
Protejamos as árvores
Participação do livre-arbítrio
A arremetida nuclear
Desrespeito leva ao mau humor
Tente viver com suas qualidades e defeitos
A importância da boa auto-estima

Caderno Criança

Como explicar o choro?
A brincadeira é amarelinha
O que é, o que é?
"Faça" papel em casa
Piadas



Arquivo de edições anteriores


Clique na imagem para
ler as últimas notícias
do Racionalismo Cristão

 


Assine o Jornal A RAZÃO

 A Razão: janeiro 2011

Clique nas imagens acima
epara baixar ou ler "online" o jornal A RAZÃO de
janeiro de 2011
em formato PDF.


Baixe o livro
Racionalismo Cristão.
Clique na imagem abaixo

Baixe o livro Prática do Racionalismo Cristão.
Clique na imagem abaixo



Programa de rádio do Racionalismo Cristão


Clique na imagem acima
para acessar a TV A Razão


Primeiras páginas
do jornal A RAZÃO


Clique no ícone para visitar as primeiras páginas do jornal A RAZÃO na internet, desde março de 2006, tendo depois acesso a todos os jornais em PDF e artigos em HTML publicados desde essa data.


Estamos disponíveis, para aclarar eventuais dúvidas. Participe com seus comentários e sugestões


Visite nosso site principal


Centenário em Santos
Como foi ?

Clique na imagem abaixo
para saber como foi