Eventos

RC-107, Dia da Espiritualidade

Todas as casas racionalistas cristãs no mundo comemoraram, em 27 de janeiro, os 107 anos de fundação do Racionalismo Cristão, fato devido a Luiz de Mattos e Luiz Thomaz, o primeiro, codificador da Doutrina, o segundo, dando-lhe suporte financeiro. A data do aniversário de criação do Racionalismo Cristão passou, por determinação da Casa-Chefe, a denominar-se Dia da Espiritualidade, e é assim festejada, em cada Casa, com reunião cívico-espiritualista. A Casa-Chefe capitaneou as comemorações, desde o envio de circular aos presidentes de todas as casas racionalistas cristãs, recomendando obediência à data.

Em discurso na reunião comemorativa na Casa-Chefe, o presidente da Doutrina, Gilberto Silva, destacou: "Passaram-se 107 anos desde a fundação do Racionalismo Cristão. Ao longo de pouco mais de um século de existência, registramos fatos que revelam a grandiosidade espiritual e o comprometimento dos precursores do Racionalismo Cristão com o bem-estar da humanidade. Luiz de Mattos e Luiz Thomaz foram pessoas virtuosas, de ilibada moral e escorreita disciplina que os destacavam em quaisquer meios em que se encontravam."

Gilberto Silva detalhou o nascimento do Racionalismo Cristão a partir do encontro de Luiz de Mattos com Luiz Thomaz e comentou a atuação dos dirigentes que se seguiram. "Haviam construído ambos, com trabalho honesto e dedicado, significativas fortunas", afirmou, "e empenharam-se em missões humanitárias na luta contra a escravidão, a fome, o preconceito, a miséria, as doenças etc. As benevolências sociais que praticavam não satisfaziam inteiramente os propósitos por eles próprios traçados em plano astral. Precisavam realizar algo maior, um legado duradouro, que tratasse da verdadeira causa dos problemas sociais e não apenas dos seus reflexos."

Prosseguiu: "A visita a uma casa humilde onde se praticava espiritismo honesto contribuiu significativamente para que Luiz de Mattos retomasse os seus planos astrais. Dedicou-se, durante 18 meses, a um aprofundado estudo que o levou à compreensão da causa e da razão de ser dos fenômenos. Juntamente com Luiz Thomaz, fundou na cidade de Santos (SP), no dia 26 de janeiro de 1910, o Racionalismo Cristão, que inicialmente se denominou Centro Espírita Amor e Caridade."

"Com o apuro dos seus estudos e o tirocínio de um espírito altamente evoluído", afirmou Gilberto Silva, "Luiz de Mattos codificou os princípios e os ensinamentos da Doutrina no livro intitulado Espiritismo Racional e Científico Cristão, cuja publicação se deu em 1914. Posteriormente, passou a denominar-se Racionalismo Cristão, hoje em sua 45ª edição, em Português, Inglês, Espanhol, Francês e Holandês."

Conferências Gilberto Silva disse ainda que Luiz de Mattos, a fim de dar expansão ao Racionalismo Cristão e ampliar a divulgação dos seus ensinamentos, iniciou uma série de conferências sobre espiritualidade, nas quais se utilizava do seu discurso eloquente para demonstrar a importância da espiritualidade na vida dos seres humanos, aplicando conceitos inovadores acerca da racionalidade da Doutrina que apresentava.

"Como emérito escritor", lembrou o orador, "utilizou-se da imprensa geral para publicar inúmeros artigos nos quais combatia as más práticas espíritas, alertando as pessoas sobre os riscos aos quais se expunham, e os benefícios que poderiam adquirir com o estudo e prática de um espiritualismo autêntico, a doutrina racionalista cristã."

Luiz de Mattos e Luiz Thomaz fundaram também o Jornal A Razão, em 19 de dezembro de 1916, com o propósito de torná-lo o periódico de divulgação oficial do Racionalismo Cristão. Nele, Luiz de Mattos notabilizou-se com os esclarecedores artigos publicados na coluna Nota, que foi imortalizada devido à destacada importância e utilidade educativa aos leitores e até a chefes de Estado.

À semelhança do empenho despendido por Luiz de Mattos, Luiz Thomaz contribuiu enormemente para a implantação do Racionalismo Cristão, para segurança patrimonial da instituição por meio de expressivas doações, garantindo a sua manutenção e independência até os dias atuais.

Implantado o Racionalismo Cristão, estabelecidas as suas diretrizes práticas e teóricas, coube a Luiz de Mattos escolher e preparar o seu sucessor, o que não seria uma fácil tarefa, mas que foi brilhantemente exercida por esse elevado espírito, profundo conhecedor da psicologia humana. Assim, atendendo a princípios e leis universais, nos quais destacamos a atração dos afins, Antonio Cottas chegou à Casa-Chefe do Racionalismo Cristão atraído por elevados propósitos e logo se tornou íntimo de Luiz de Mattos, com quem manteve uma relação sólida de amizade, de profunda admiração e respeito, chegando a casar-se com Maria Cottas, uma de suas filhas.

Sucessores Com o desaparecimento físico de Luiz de Mattos, coube a Antonio Cottas dar continuidade à expansão do Racionalismo Cristão. Ao longo de 57 anos à frente da presidência, Antonio Cottas consolidou a Doutrina, fundou dezenas de novas filiais, publicou dezenas de livros, reeditou a literatura e ampliou enormemente a sua divulgação no planeta.

Com o falecimento de Antonio Cottas, em 12 de junho de 1983, assumiu a presidência internacional do Racionalismo Cristão Humberto Rodrigues, com quem tivemos o incomensurável e grato prazer de conviver, de vivenciar os valorosos exemplos de hombridade, honestidade, justiça e dedicação profícua aos interesses da Doutrina que tanto amou, a ponto de afirmar em delicado momento em que recebia injustos ataques de pessoas contrárias ao progresso: "eu posso ser achincalhado, mas a Doutrina não poderá sofrer nenhum arranhão (...)"

Portanto, amigos, é uma enorme alegria constatarmos que os 107 anos de existência do Racionalismo Cristão foram transpassados sem arranhões, em razão direta do trabalho hercúleo dos seus fundadores, sucessores, dirigentes e militantes, que contribuíram substancialmente em favor desta magna Causa.

Portanto, estimados amigos, agora é hora de olharmos para o futuro, com os pés bem assentados no presente e na segurança que o método disciplinar criado por Luiz de Mattos e aperfeiçoado ao longo desses 107 anos por seus sucessores, que caracteriza a prática do Racionalismo Cristão, pela qual todos se sentem bem dentro de nossas Casas e aproveitam da paz e da harmonia nelas reinante para refletir sobre suas vidas, encontrando, via de regra, soluções para os mais intrincados problemas que o mundo se lhes apresenta.

Então, sigamos unidos, nos apoiando mutuamente, servindo de polos atrativos das Forças Superiores e praticando em nossas vidas, onde quer que estejamos, os salutares ensinamentos espiritualistas que absorvemos dessa magnífica escola que é o Racionalismo Cristão.

Os 107 anos do RC na Filial Lisboa Conforme todas as casas racionalistas cristãs, a Filial Lisboa do Racionalismo Cristão comemorou com solene reunião cívico-espiritualista o 107º aniversário de fundação da Doutrina.

Na solenidade, a presidente da Casa, Maria do Céu Sousa, ofereceu detalhes sobre os fatores que levaram Luiz de Mattos e Luiz Thomaz a se tornarem amigos e implantarem o RC. Disse Maria do Céu: "Comemora-se hoje a nível mundial o 107º aniversário de implantação da doutrina Racionalismo Cristão. Foram vários os espíritos envolvidos nesta sublime missão, uns reencarnando neste planeta e outros dando apoio com suas intuições na plêiade do Astral Superior.

Caráter Luiz de Mattos começou a sua luta através do trabalho como comerciante e empreendedor em vários setores da vida física, destacando-se sempre pela sua retidão, firmeza de princípios e pelo seu caráter impoluto. Esta firmeza e pureza de caráter demonstram ter vindo este espírito de um mundo evoluidíssimo de espiritualidade com determinado propósito, coisa que só os grandes espíritos conseguem.

Ainda Jovem, depois de estudar e analisar as diversas religiões através da história, Luiz de Mattos concluiu serem de origem mitológica umas, e de falta à verdade outras, mantendo-se "livre-pensador" até tarde, abraçando a religião da "família" e o cumprimento do dever dentro da honestidade, dignidade e honra, respeitando e fazendo-se respeitar por todos.

Aos 50 anos de idade, depois de acometido por doença grave, foi aconselhado pelo seu médico a procurar o espiritismo, coisa que Luiz de Mattos também abominava, pois os seus estudos levaram-no ao conhecimento do "baixo espiritismo".

Em paralelo, Luiz Thomaz, igualmente de berço português e que emigrou para o Brasil aos 15 anos, com grande vontade de vencer na vida e grande capacidade de trabalhar, através dos atributos da honestidade, da honra, da retidão e valor, tinha também a sua saúde física muito abalada, o que lhe causava sofrimento.

Um dia, os dois amigos resolveram assistir a uma sessão espírita. Nesse primeiro dia, quando chegaram à porta desse "centro espírita", Luiz de Mattos foi convidado a presidir a reunião, e fê-lo com galhardia e muita elevação espiritual.

À medida que os dias iam passando, Luiz de Mattos concluía que aquela casa tão pobre materialmente falando, onde colaboravam pessoas tão simples, era um local riquíssimo em espiritualidade. Conscientes da vida fora da matéria, firmados nos mesmos ideais e seguindo as intuições do Astral Superior, Luiz de Mattos e Luiz Thomaz juntaram-se para fundar e implantar o Espiritismo Racional e Científico Cristão, hoje Racionalismo Cristão. Luiz de Mattos, na codificação dos seus princípios; Luiz Thomaz, no desdobramento do seu patrimônio para que nada faltasse ao seu amigo incondicional e à Doutrina.

Chegamos a 26 de Janeiro de 1910, quando, na cidade de Santos, foi iniciada a Doutrina, assente em pilares centífico-filosófico-espiritualistas, dando cumprimento a uma das leis universais: a evolução.

Exemplos Antonio Cottas foi um autêntico baluarte na história da consolidação da Doutrina, deixando a todos exemplos voltados para o engrandecimento dela e da vida no planeta.

Humberto Rodrigues soube manter com mestria os ensinamentos e exemplos de seu tio Antonio Cottas na direção e administração do Racionalismo Cristão durante a sua vigência.

Hoje, vivenciamos a fase da grande expansão da Doutrina. Temos a governá-la, com o enorme sentido da responsabilidade de dar continuidade ao que foi implantado há 107 anos, o presidente Gilberto Silva.

Que hoje e sempre a humanidade saiba espelhar-se nesses grandiosos espíritos pelo que representam na fundação, consolidação e expansão da doutrina racionalista cristã, pelos exemplos de desprendimento material e de dedicação e de amor ao semelhante.

Em seguida, a militante Josette Carones afirmou, em seu discurso, que o espiritualismo é tão velho quanto o mundo e foi praticado em civilizações de todas as épocas. Sábios notáveis tentaram perceber e explicar os fenômenos da vida espiritual, mas não conseguiram chegar à descoberta dos porquês desses fenômenos. E por que hoje estamos aqui? Precisamente para comemorar 107 anos desta magnífica Doutrina, o Racionalismo Cristão. Em 1910, um grande espírito, um grande homem, Luiz de Mattos, após meses e meses de intensos estudos, conseguiu compreender a composição do nosso "eu" humano e, assim, a composição de tudo que existe no Universo: Força e Matéria. A partir daí foi fácil explicar os porquês de todos os fenômenos e da existência do espírito.

Alegria Com a alegria que sempre abrange as nossas almas, ao invocarmos datas que são marcos na vida dos racionalistas cristãos, comemoramos hoje, com alegria redobrada voltada para a espiritualidade do ato, a fundação da doutrina Racionalismo Cristão. afirmou a militante Violante Costa.

O ser humano é um habitante temporário no planeta Terra, aonde vem para cumprir objetivos traçados no seu mundo de estágio, que obedecem, como tudo no Universo, a leis evolutivas naturais e imutáveis, estabelecidas para a evolução de espírito. Na Terra, mundo de escolaridade, o ser humano tem duas vidas a viver: a espiritual e a material; uma indispensável ao espírito, outra necessária ao corpo físico; misturam-se neste planeta espíritos de vários planos astrais, todos a fazer a sua evolução espiritual, colhendo da vida as lições que ela oferece.

Dupla comemoração em Filial

Dupla comemoração numa reunião cívico-espiritualista promoveu a Filial São Gonçalo (RJ) do Racionalismo Cristão em 27 de janeiro, Dia da Espiritualidade: o 107º aniversário da Doutrina e o 18º da sua nova sede. Estava estampada no semblante da militância e da assistência a alegria de poder festejar os 107 anos de bons serviços prestados pelo RC à humanidade; certo que cada um trazia na mente os benefícios colhidos desde sua frequência ao Racionalismo Cristão.

Na realização da reunião espiritualista, todos prestavam muita atenção a cada reflexo e às explanações, era como se estivessem entrando em uma casa racionalista cristã pela primeira vez, entusiasmados em absorver cada palavra, cada lição.

Cento e sete anos de existência do Racionalismo Cristão é pouco tempo pelo que vem realizando, libertando almas da escuridão, esclarecendo pessoas para um viver produtivo, ajudando famílias a conviverem em harmonia.

Ao término da reunião espiritualista foi transmitida uma bela doutrinação por Alberto Tardelly, presidente astral da Filial São Gonçalo.

Na abertura da reunião cívica, a presidente da Casa, Lucy Gonçalves da Costa, destacou a importância da presença de todos na comemoração do 107º aniversário da doutrina racionalista cristã.

Precedendo o discurso da Sra. Lucy, o presidente do Correspondente Várzea das Moças do Racionalismo Cristão, Miguel Rosa Silveira, enalteceu os fundadores do RC e seus sucessores.

A presidente assim se expressou: "Aqui estamos para relembrar os dois baluartes que firmaram em seu mundo espiritual, antes de encarnar, a missão de trazer à Terra os ensinamentos do mestre nazareno, para serem entregues à humanidade, os valores do cristianismo, através da doutrina racionalista cristã, que está sendo frequentada e estudada no Brasil e em vários países. Hoje, todas as casas racionalistas cristãs estão festejando os 107 anos de implantação do RC.

Luiz de Mattos ensinou que o espírito não tem cor, raça ou sexo. O ser humano, ao nascer, tem como meta a evolução espiritual, e, para essa conquista, deve ter direitos iguais. Assim sendo, era necessário que houvesse igualdade de oportunidades para todos. Esse era o ideal e a razão de sua luta gigantesca. Entendia que a evolução somente se daria pela prática do espiritualismo autêntico.

As figuras marcantes de Luiz de Mattos e Luiz Thomaz destacam-se entre os grandes vultos da humanidade que deixaram traços luminosos. Jamais esmoreceram diante da grande luta que é esclarecer e espiritualizar a humanidade.

Luiz de Mattos soube engrandecer o solo que o recebeu ainda na adolescência, valorizando com o seu nome e os seus méritos a pátria que o acolheu, à qual tudo deu de melhor, com uma vida de lutas e de glorias, de esperança e de realizações.

Abraçou com toda força de sua alma a abolição da escravatura no Brasil, travando longa batalha para ajudar os escravos a escaparem das condições humilhantes e desumanas, ajudando-os a se estabelecerem em quilombos e protegendo-os dos maus tratos escravagistas.

Luiz de Mattos não aceitava que os semelhantes sofressem preconceitos ou fossem vítimas de racismo. Preocupava-se com a desigualdade entre seres humanos. Foi quando resolveu dedicar-se ao conhecimento da espiritualidade. Chegou à conclusão de que, se a abolição da escravatura libertou seres humanos dos maus tratos físicos, com o conhecimento espiritual libertaria almas a conhecerem a sua composição astral e física.

Aproveitamos o ensejo para incluir neste evento, a comemoração do aniversário da inauguração desta Filial, que aconteceu em 30 de janeiro de 1999, e que esta completando o 18º aniversário. Porém o Racionalismo Cristão já se encontra neste município há 82 anos, sempre recebendo a todos que adentram esta Casa, com respeito e fraternidade.

Jograis na festa dos 107 anos

Encerrada a reunião pública de limpeza psíquica na Filial São João da Madeira, a equipe de jograis abriu o evento cívico-espiritualista comemorativo do 107º aniversário da Doutrina. Emília, Paulo Ferreira, Susana e Paula apresentaram as 12 regras para sermos felizes.

O presidente do Filiado, Luís Barbosa, fez uma resenha histórica sobre Luiz de Mattos, revolucionário do bem, que criou várias obras de grande mérito humanitário, lutou contra a escravatura e codificou o RC, iluminando com as cores da esperança muitos espíritos combalidos com as agruras da vida.

"Luiz de Mattos, tão grande no saber, bondade na ação, determinado na defesa dos direitos humanos, justiça, igualdade e liberdade, fez-se tão pequeno em humildade para fazer grandes os pequenos, em espiritualidade.

Viveu sempre empenhado na grandeza da vida, codificando a Doutrina para limpar a maioria das mentes estratificadas pelos misticismos milenares.

As sementes que Luiz de Mattos lançou na seara humana, resistentes aos venenos poluentes e invernosos do materialismo desenfreado, têm rejuvenescido, graças ao prestimoso trabalho dos racionalistas cristãos no mundo.

A cidade de Chaves traz à cintura colossais muralhas, castelos, igrejas e a ponte milenar edificada pelos romanos, tudo construído com o famoso granito da região, relatando memórias de guerras e lutas contra invasores.

O espírito do intimorato D. Nuno Pereira Álvarez, que havia assumido o comando das tropas e posto fim ao cerco de quatro meses à cidade de Chaves, voluntariamente, reencarnou em 3 de janeiro de 1860; escolheu para mãe a austera e muito sensível Dona Carminda Júlia de Mattos Chaves, para modelar o caráter e a personalidade do seu doce menino, Luiz de Mattos, para a grande missão que trazia. Escolheu para pai Dom José Lavrador.

Luiz de Mattos foi educado com grande honradez, disciplina, amor à natureza, ao trabalho, à pesquisa e ao estudo, enchendo um mar de sabedoria com esta filosofia para os nossos tempos, onde muito poucos mergulham, nadam ou saboreiam as suaves ondas dos seus ensinamentos, sempre na segurança de seus profícuos exemplos.

12 regras para sermos felizes

Emília Ter alegria de viver, não se intrometendo na vida dos outros, com profundo respeito pelo livre-arbítrio de cada um.

Paulo Respeitar as diferenças, doando-se, ciente de que quem nada faz pelo próximo torna-se como a água num lago, estagnada, poluída, sem fim benéfico.

Susana Ter equilíbrio, agindo com elevação, inteligência emocional, não deixar que o orgulho o arraste para o nervosismo desenfreado, incorporando energias negativas.

Paula O jovem deve controlar seus ímpetos de força física e reagir sempre com educação e ética perante as situações adversas, assim chegará à maturidade, deslocando-se como um rio manso em direção ao mar e na velhice voará nas asas da sabedoria e da bondade.

Emília Compartilhar com a família tudo o que é bom e o menos bom, brincar com os filhos, dando-lhes bons exemplos de disciplina, educação, respeito pelo próximo, pela vida animal e pela natureza.

Paulo Aprender a aceitar o envelhecimento, enaltecendo a sua eterna juventude como Ser Espiritual, interagindo com os outros, sobretudo com os mais novos, com bondade, humildade, bons exemplos, lições de sabedoria e sempre disponível para aprender com eles.

Susana Cuidar da sua natureza física, intelectual, autoestima e autodeterminação, mentalizando-se que os erros do passado foram as grandes lições para se tornar a pessoa que é hoje, consciente de que deve evitar os mesmos erros e os vícios.

Paula Valorizar as funções dos outros, mesmo com falhas, cientes de que as palavras sinceras são a poderosa força de incentivo para eles continuarem a dar o melhor de si.

Emília Quando os reveses chegarem, aceitá-los com resignação, cônscios de que a Inteligência Universal criou as leis naturais e imutáveis, cujas soluções para os problemas estejam ao alcance de cada um, à proporção da sua evolução espiritual.

Paulo Promover ativamente a paz interior, o amor-próprio e a consciência de si mesmo, respeitando diferentes raças, culturas, doutrinas, religiões e cores políticas, cônscio de que assim fazendo dará a mais definitiva contribuição para a paz mundial.

Susana Aprender a sorrir para a vida, porque a vida é a essência da eternidade, ciente de que o tempo biológico de uma existência corpórea é primordial para o crescimento e evolução de cada Ser Espiritual.

Paula Aprender a usar o silêncio como resposta às provocações, porque ele é a linguagem dos pacientes, pacificadores, o poder dos humildes, a força dos heróis e o discernimento para as sábias respostas.

Floripa, 15 anos da nova sede

Há pouco mais de cinco anos, ao término de uma solenidade em Votuporanga, estado de São Paulo, o presidente do Racionalismo Cristão, Gilberto Silva, foi procurado por um assistente que queria saber quantas pessoas eram necessárias para abrir uma casa racionalista cristã. Depois de olhar nos olhos daquele homem, Gilberto Silva respondeu: "Uma. Você!"

O fato foi mais uma vez lembrado durante a solenidade comemorativa do 15º aniversário da nova sede da Filial Florianópolis (estado de Santa Catarina) do Racionalismo Cristão, a propósito da origem da Casa, instalada1935 quando, sob a direção e orientação de Oscar Cardoso, o grupo que liderava alcançou o número de militantes suficiente para constituir um Correspondente da Casa-Chefe.

Qual a relação entre os dois fatos? Foi o que aconteceu com Oscar Cardoso, que se encantou com os ensinamentos do Racionalismo Cristão e se correspondeu com Antônio Flôr, em busca de apoio e orientação, ainda no início do Racionalismo Cristão em São Paulo. Antônio Flôr e Humberto Romanelli lhe deram toda atenção por correspondência e, também, nas suas visitas a São Paulo.

A história da filial aniversariante, que coincide com a história da implantação do Racionalismo Cristão em Florianópolis, foi contada por seu presidente, Vilson Vieira, logo na abertura da parte cívica da reunião que festejava a inauguração da nova sede, após superadas algumas dificuldades. Vilson Vieira detalhou a criação do correspondente e abertura da Casa, sob a presidência astral de Hercílio Luz e presidência física de Oscar Cardoso, pessoa empreendedora, altruísta, benemérita e de grande valor moral. Com o passar dos anos, o prédio, sentindo a ação do tempo, foi deteriorando-se e por várias vezes reformado. No início dos anos 90, as condições do prédio estavam muito precárias, precisando urgentemente de uma ampla reforma, razão pela qual a presidente Iracema Bartholomeu contatou a Casa-Chefe, solicitando orientações para a condução dessa situação.

Alienação. Depois de minuciosa avaliação, verificando que seria muito onerosa a reforma do prédio, o vice-presidente João Gomes, representando a Casa-Chefe, julgou por bem vender o imóvel, adquirir um terreno bem localizado e edificar nova sede. Encontrado o terreno que satisfez todas as exigências, a Casa-Chefe autorizou as transações imobiliárias.

A partir de então, João Gomes passou a dar à Comissão de Obra constituída por militantes as orientações para o andamento das obras até a conclusão. A sua ajuda foi fundamental e decisiva para o sucesso do empreendimento, tendo em vista que os vários problemas surgidos no decorrer da construção, caso fossem mal resolvidos, poderiam causar sérios prejuízos ao patrimônio da Doutrina.

Com a obra concluída, a sede mobiliada e aparelhada, a Casa-Chefe determinou que a nova sede da Filial Florianópolis seria inaugurada em 19 de janeiro de 2002, pelo presidente Internacional do Racionalismo Cristão, Humberto Rodrigues.

Comemoração. A reunião cívico-espiritualista comemorativa se realizou em 20 de janeiro de 2017, sexta-feira, e no sábado, 21, o presidente do Racionalismo Cristão, Gilberto Silva, dirigiu os eventos que marcaram os 15 anos de inauguração da atual sede da Filial Florianópolis, que tiveram a presença de militantes, familiares, amigos e visitantes de Florianópolis, de outras cidades do estado de Santa Catarina e de casas racionalista cristãs do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Uruguai.

Na sexta-feira, após a reunião pública, o presidente Gilberto Silva deu início à parte cívica da reunião, passando a palavra a Vilson Vieira. Em seguida o presidente passou a palavra a Clair Maiche, presidente da Filial Pelotas (RS), que discursou em nome dos companheiros das Casas do Sul. Clair Maiche destacou que teve a satisfação de estar presente à inauguração da sede em 2002, fazendo parte da caravana de Pelotas, liderada pelo presidente Mozart Camacho, lembrou que Humberto Rodrigues "trouxe uma mensagem muito positiva para todos racionalistas cristãos da região, a qual felizmente continua viva nas casas racionalistas cristãs do Sul do Brasil."

Por fim, o presidente Gilberto Silva dirigiu à militância local palavras de incentivo e lembrou que foi em 2012 o seu último contato com Mozart Camacho, e ressaltou a capacidade que ele tinha de estar em todos os lugares, em todos os eventos do Racionalismo Cristão, e ser esta a sua característica que mais chamava a atenção de todos: prestigiar os eventos nas casas racionalistas cristãs.

Encerrando a reunião cívica, convidou a todos para assistirem a sua palestra na manhã de sábado, 21, sobre A busca da Espiritualidade, "porque é isso que todos os seres humanos estão fazendo aqui neste mundo-escola, buscando a espiritualidade. Os seres humanos são seres espirituais vivendo uma experiência humana, por isso, tudo que fizerem aqui na Terra, por mais simples, por mais comezinha, por mais automático que possa ser, isso não importa, tudo o que faz é voltado para o seu lado espiritual, tudo visa ao seu crescimento espiritual, ou não, dependendo, evidentemente, o tipo de atitude. É por isso que as pessoas precisam ser sempre e em qualquer lugar, a qualquer hora, fazendo qualquer coisa, um ser autêntico, justo, valoroso, verdadeiro, leal, honesto, honrado e cumpridor dos seus deveres". Filial inicia nova fase de reuniões

Setembro, 14, será sempre lembrado pelos racionalistas cristãos de Minas Gerais, por haver sido a data da primeira reunião pública com manifestação mediúnica no Correspondente Juiz de Fora. Foi uma reunião belíssima, presentes todos os militantes e um grupo da Filial Belo Horizonte, formado por Lília Rodrigues, Mirna Oliveira, Elza Barreto, José Pacheco e Dinorá Pacheco.

Com número suficiente para realização da reunião pública com manifestação mediúnica, manifestou-se o espírito de Antonio Marquiori, o grande baluarte do início da Doutrina em Juiz de Fora, implantado ainda na gestão de José Rodrigues da Silva como representante da Casa-Chefe em Minas Gerais, e sob a presidência física até hoje de Adelino de Andrade, já com 89 anos.

A representante da Casa-Chefe no estado de Minas Gerais e presidente da Filial Belo Horizonte, Lília Rodrigues da Silva Paiva, contou que, a partir da autorização do presidente do Racionalismo Cristão para a realização de reuniões públicas com manifestação mediúnica nos Correspondentes, o de Conselheiro Lafaiete, em junho, foi o primeiro; depois o de Jesúpolis, e o seguinte seria o de Juiz de Fora. Estava marcada para 27 de agosto de 2016, "mas a sede do Correspondente não era condizente e nem segura para fazermos esse trabalho, funcionava na varanda da casa que fora do presidente Adelino de Andrade".

Era necessário, então, instalar o Correspondente numa sede melhor, nem que fosse provisória. Foram feitos alguns contatos e oferecidos alguns imóveis, até que foi encontrado o local ideal, pequeno, mas aconchegante: uma loja com sobreloja. Na parte de baixo foram instalados o Salão e a mesa dos trabalhos, a pequena biblioteca, a galeria de quadros etc. Na parte superior ficou a sala das crianças.

Colaboração "Pois bem, estava concretizado o nosso ideal de mudar o Correspondente para um local adequado e de ótima localização. A Regional de Minas Gerais contribuirá com o pagamento de 50% das despesas de aluguel, condomínio e IPTU. Certamente, mais um trabalho foi concluído, e a Regional se empenhará, juntamente com os grupos escolhidos, para trabalhar na expansão da Doutrina. Sabemos que não será fácil, ao contrário, teremos dificuldades, mas nenhuma será empecilho para fazermos nossa Doutrina crescer, pois estamos em uma nova era, uma era de oportunidades, de grandes perspectivas, de expansão de tecnologias que devem ser bem utilizadas dentro dos ditames e princípios da Doutrina; portanto, uma era propícia à continuidade do crescimento do Racionalismo Cristão", disse a presidente.

Disse, ainda, Dona Lília: "Através da união, do intercâmbio, da motivação, da injeção de ânimo em nossos companheiros de todas as casas racionalistas cristãs, através do amor e carinho à nobre causa de Luiz de Mattos e com a compreensão e o apoio de Gilberto Silva, vamos chegar aos mais elevados níveis que a Doutrina merece e em que precisa estar, para alcançar todos os seus objetivos pelo bem da humanidade.

Toda vez que iniciamos um plano de ação visando ao crescimento e aprimoramento de qualquer trabalho, sempre recebemos dos mundos elevados da espiritualidade as boas intuições a serem seguidas, mesmo que atravessem, e atravessam, nosso caminho dificuldades, obstáculos variados, confusões e desvios de rota, para que não consigamos chegar ao verdadeiro intento.

Toda negatividade se restringe à ambiência da superfície e atmosfera do planeta Terra, pois nesse espaço estão os pensamentos derrotistas e a aversão daqueles que não querem ver o progresso, e os seres humanos, com seus pensamentos e ações negativas, atraem para junto de si espíritos perturbados e perturbadores da ordem e do progresso, para tentarem de todas as formas impedir que se concretize o ideal implementado. Porém essa nuvem escura e grotesca se desfaz, porque está na ambiência terrena, e se torna fraca e facilmente é vaporizada pelo grandioso trabalho da plêiade do Astral Superior, que trabalha incansavelmente em seus mundos de elevada superioridade, os quais se sobrepõem a toda e qualquer ação nefasta do astral inferior.

Página principal | Arquivo