Misturas e combinações

Há muita coisa que não se mistura ou que não combina. Água e óleo, por exemplo. Se você pingar gotas de óleo em um copo com água, verá facilmente o que é óleo e o que é água. Se, porém, misturar o café, líquido muito escuro, com o leite, que é totalmente branco, obterá aquela mistura meio marrom claro, que é o café com leite.

Há outras combinações legais. Leite com abacate dá vitamina de abacate. Água, açúcar e sal, misturados em determinadas proporções, dão soro fisiológico – aquele líquido que deve ser tomado quando é preciso evitar desidratação, ou seja, para não deixar que o corpo fique sem água.

No campo das cores, vermelho e verde dão amarelo. Do azul, do vermelho e do verde se originam todas as outras cores.

Por falar em combinações, sol combina com praia, cinema combina com pipoca, aniversário combina com bolo e brigadeiro. Carnaval combina com serpentina. Festa junina combina com bandeirola.

Na Matemática, a tabuada é um grande jogo de combinações. Você soma um com o outro, multiplica um e outro, e pronto. Acha novo número. Três mais três é igual a seis. Duas vezes dois é igual a quatro.

Se quisermos pensar em mais coisas que não combinam, além da água e do óleo, vamos encontrar combinações que, na verdade, levam a desastres: camisa branca e molho de tomate; crianças soltas em loja de cristais ou utilidades para o lar; calo e sapato apertado; vento forte e guarda-chuva (ainda mais se for daqueles modelos mais baratos).

O intuito dessa brincadeira foi mostrar que existem inúmeras “duplas” pelo mundo. Umas combinam e outras, não. Mesmo se não houver a mistura, como no caso da água e do óleo, eles ainda teimam em ficar meio juntos. Para temperar alimentos, usam-se os dois, e fica resolvido. Mesmo sem se misturarem. (T.P.)

Página principal | Arquivo