Obituário

Pessoas se vão, mas não as perdemos

Tudo faz parte da evolução da centelha da Força Criadora, que peregrina por todos os reinos da natureza, para atingir o seu grau de evolução e posteriormente reintegrar-se à fonte de onde partiu um dia.

Espíritos encarnam, desencarnam e reencarnam, exatamente para cumprir esse processo evolutivo, que é incessante, contínuo. No Universo, tudo é Força, Matéria, evolução e expansão. E quando se tem esta concepção, mesmo que ao nível da pequena sabedoria humana, tudo faz sentido de na preparação de uma existência física em que não pode haver preguiça, desânimo, atitudes incorretas e tantas outras coisas que precisam ser lapidadas todos os dias. Cada segundo deve ser comparado a uma eternidade, pois o relógio e o calendário correm, e os dias, os anos, as décadas se vão, porque estamos em um mundo denso e de escolaridade, de variedades. Então, cada minuto que se perde é um tempo enorme em termos de evolução.

Entretanto, quando as pessoas passam a conhecer a espiritualidade e a saber por que estão aqui, por que vieram e para onde irão, agregando tais conhecimentos à bagagem positiva que trouxeram de vidas pretéritas, não perdem tempo, jamais. Vivem para o trabalho, o estudo, o descanso, o lazer, tudo dentro de uma valiosa disciplina, que muito contribui para a sua jornada no plano físico.

Felizes aqueles que entram em uma casa racionalista cristã, e nela vai aprendendo os conceitos de espiritualidade e, melhor ainda, quando tais conceitos são aplicados em sua própria vida. Conhecedores de que são espíritos em evolução, não se deixam levar pelo mundo ilusório e cheio de armadilhas, nas quais muitos caem, exatamente por desconhecerem a vida espiritual.

Quantos espíritos já passaram pelo Racionalismo Cristão e deixaram seu rastro luminoso, pegadas valiosas e exemplares para todos que queiram levar uma vida profícua, verdadeira, real e positiva. Esses espíritos, de grande simplicidade e humildade, fizeram e fazem a diferença dentro e fora da Doutrina como em qualquer outro lugar em que estejam.

Paulo Procópio Borges

No dia 1 de fevereiro de 2017, a Filial Belo Horizonte do Racionalismo Cristão perdeu um grande e valioso militante, Paulo Procópio Borges, que foi, também, um excelente amigo, pai, avô, de conduta exemplar como tenente da Polícia Militar de Minas Gerais.

Foi diretor tesoureiro da Filial e trabalhou em vários setores da Casa. Sempre com um sorriso, abria e fechava a Filial, em todos os dias de reuniões. Quando ele próprio viu que não tinha mais condições de ocupar cargos, com toda simplicidade disse que não poderia fazê-lo mais, porém estaria presente a todas as reuniões. E assim fez até o fim de sua existência física. Foi uma pessoa de moral ilibada, de conduta escorreita, sempre querendo fazer o melhor para a Doutrina em todos os aspectos. Paulo Procópio Borges nasceu em Belo Horizonte, em 8 de junho de 1933. Foi casado com Estela Caetana Borges, lindo e harmonioso casal, cujos filhos foram criados dentro do Racionalismo Cristão.

Perdemo-lo aqui no mundo físico, mas uma intensa Luz se acendeu ao Astral Superior, conforme foi respaldado pelo Presidente Astral da Filial de Belo Horizonte.

Alzira dos Santos

Da mesma forma, jamais poderíamos esquecer de nossa querida Alzirinha, que também foi uma linda pessoa, um espírito limpo, simples, humilde, e com imensa sabedoria, sem mesmo have frequentado os bancos escolares. Era solteira, sempre trabalhou em casa, sendo uma exímia bordadeira. Seus bordados em vestidos, roupas de cama etc. eram obras de pura arte, cujas mãos talentosas expressava em cada trabalho que fazia.

Alzira dos Santos nasceu em 9 de maio de 1927 e faleceu em 8 de fevereiro de 2017. Lembramos muito dela, pois quando éramos criança, ainda não havia sala das crianças, e todos ficavam nos salões. Pois lá estava ela, sempre com o mesmo sorriso, atenta a tudo e a todos. Quando uma criança tinha sono ou chorava, ela chegava perto e lhe afagava a cabecinha. Dessa forma a criança se acalmava.

Alzira dos Santos conheceu todos os presidentes da Filial Belo Horizonte, e trabalhou conosco até quando suas forças não permitiram mais.

Foi uma pessoa de grande valor para a Doutrina, trabalhou em todos os lugares, inclusive "no quartinho das crianças", que havia no tempo de José Maria dos Santos Filho, nos salões, nos banheiros, no pátio, nos bebedouros externos, ou seja: onde precisassem dela, lá estava sempre pronta para atender no que fosse necessário.

O espírito de Alzira dos Santos deu depoimento em 10 de feveriro, despedindo-se de todos em corpo astral, e com muita felicidade expressou que havia conseguido concluir sua trajetória aqui no mundo físico e aguardava as novas determinações da Plêiade do Astral Superior, para continuar sua evolução em mundos superiores, sem ter a necessidade de novamente retornar a este mundo, pois cumpriu com rigor o que havia traçado em seu mundo astral.

Lília Rodrigues da Silva Paiva

João Carlos Medeiros Rodrigues, semeador da Doutrina

Grande conhecedor dos ensinamentos do Racionalismo Cristão, João Carlos Medeiros Rodrigues foi introduzido à doutrina racionalista cristã por seu pai e sua esposa, na época ainda sua namorada.

Iniciou os estudos da Doutrina na Filial Pelotas (RS). Após anos como assistente, passou a ser instrumento e grande colaborador, inclusive apresentando aos domingos programas do Racionalismo Cristão na Rádio Cultura, e deixou aos filho e esposa alguns desses áudios.

Mudou-se para a cidade de Criciúma (SC) e passou a frequentar as casas racionalistas cristãs de Florianópolis e de Porto Alegre.

Zelava pela união da família. Muito ponderado em seus conselhos, suas atitudes sempre serviram de exemplo a todos que o conheciam, em especial aos seus filhos e netos. Era um homem que expressava muito apenas com atitudes, exemplos e palavras. Sempre que tinha oportunidade, falava dos ensinamentos da Doutrina.

Em seus últimos momentos nessa encarnação, mostrou evolução espiritual tamanha que até o seu sofrimento físico serviu como lição a sua família, sendo um de seus últimos pedidos a divulgação do Racionalismo Cristão. Almejava trabalhar em prol da Doutrina quando no plano espiritual.

Quatro dias após desencarnar, manifestou-se na Filial Porto Alegre, deixando uma linda mensagem de paz para sua família. Com certeza por onde ele passou plantou a semente da Doutrina.

De Seus filhos Carla dos Santos Rodrigues de Oliveira, Alexandra dos Santos Rodrigues Milech, João Carlos Medeiros Rodrigues Junior e Roberta dos Santos Rodrigues

Página principal | Arquivo